Adeus Thiago de Mello

0
1590
Reprodução do vídeo

O canto retumbante do poeta amazonense Thiago de Mello sempre iluminou o jeito de caminhar do nosso coletivo, nos fazendo “avançar de mão dada com quem vai no mesmo rumo”.

O poeta da floresta que nasceu em ritmo de poemas morreu aos 95 anos nesta sexta-feira [14/01]. Depois de tanto combater “as engrenagens que esmagam o sonho que não se submete”, o encantado Thiago de Mello segue “em forma de palavra”, como um dia afirmou.
Resta ecoar o verso tão necessário: “Faz escuro mas eu canto”.
» Fique por dentro da vida e obra do poeta e escritor Thiago de Mello acessando acervos pessoais e públicos da exposição em homenagem aos seus 95 anos.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here