Padre Tiago fez do evangelho ensinamentos de HUMANIDADE

0
253
Fotografia: Alex Régis

Um mensageiro do evangelho, um tecelão de lugares e gente. Este é o Padre Tiago Theisen, nascido na cidade de Namur, em 23 de outubro de 1930, chegou no Brasil no ano de 1968. Veio encantado com as possibilidades de viver o cristianismo em sua essência. Das missas na Capelinha do antigo Leprosário São Francisco, até o “Casarão do Padre Tiago”, fez do Bom Pastor seu porto de partida para uma região ainda sem os traços urbanos. A Zona Norte foi o cenário do seu fazer de Pastor.

Padre Tiago morreu na madrugada do sábado (09/10). Neste domingo (10), às 8h, haverá uma missa celebrada por Dom Jaime Vieira Rocha e, em seguida, o sepultamento na própria capela.
Diante de sua trajetória palavras são escassas para descrever suas atitudes pastorais. Um ser para além do seu tempo.
Padre Tiago é o agente a tecer as redes necessárias para a formação das diversas comunidades da Zona Norte. Ergue quase 40 igrejas, sua ação evangélica seguiu os trilhos da inclusão, assim, organizou em todos os bairros da Zona Norte os templos católicos, sem os “aforamentos”, fez a opção pelo simples. Em cada igreja construída, abriu um jardim de infância.
A educação infantil, é sem dúvida um dos grandes legados deste ser de Deus.
Padre Tiago teve uma vida marcada por situações de violência, como por exemplo, os fatos testemunhados em sua cidade natal durante o período da Segunda Guerra Mundial: “[…] dois fatos marcaram sua vida na ocasião dos seus 15 anos: o primeiro foi a decapitação do Padre Georges pelos Alemães, que celebrou sua primeira Eucaristia. E o segundo foi o fuzilamento de onze pessoas de sua cidade. Esta execução ocorreu às 04h30 da manhã. […] O Padre afirmou que foi uma experiência muito desagradável o presencialmente deste fato, vendo todos imobilizados e sem defesa ao mesmo tempo, quando foi apontado, a mira do alvo. Sendo este alvo justamente seres humanos.” (Acessado em 09/10/2021: https://padretiago.com.br/biografia/01-genesis-do-padre-tiago-theisen.php).
Os tempos sombrios da guerra não o fizeram um ser indiferente as dores do outro, pelo contrário, fortaleceu nele a solidariedade e o sentido transformador das realidades, pautadas no trabalho evangelizador. Neste sentido teceu uma rede de apoio à educação infantil. O primeiro Jardim de Infância criado por Padre Tiago foi o Pinóquio. Assim nasceu um dos maiores projetos de educação na capital potiguar. “[…] O reverendo sacerdote em 1972 fez um convite à jovem Luiza Braz para participar deste trabalho. Em 1973 tiveram início as primeiras turmas no “Pinóquio”, em Igapó, e no “Crianças Felizes” no Bom Pastor. E assim surgiu o primeiro trabalho educacional através dos Jardins de Infância dirigidos pelo Padre Tiago […]” ( Acessado em 09/10/2021: https://padretiago.com.br/biografia/01-genesis-do-padre-tiago-theisen.php ).
Da paroquia de Santa Maria Mãe, localizada no Conjunto Santa Catarina, até a paroquia de São Miguel, em Extremoz, foram 34 jardins de infância. A educação transformou a vida de milhares de crianças e suas famílias.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here