Charge: Carlos Latuff

Neste final de semana, 20 e 21 de fevereiro, uma nova onda de carreatas e bicicletadas vai tomar conta do país para fortalecer ainda mais o grito “Fora Bolsonaro!”

Os protestos organizados pelas centrais sindicais, partidos de oposição e organizações sociais como Frente Brasil Popular e Povo Sem Medo exigem a volta do auxílio emergencial, aulas presenciais somente após a imunização de toda a população e vacina pra todo mundo já!
“A pandemia no Brasil se agrava a cada dia não só com o aumento do número de casos e mortes, mas por um cenário cada vez mais caótico e dramático, em razão do descaso e da incompetência do governo de Bolsonaro e Mourão”, diz a nota publicada pela CSP-Conlutas.
Para a Central Sindical e Popular, os brasileiros assistem as cenas chocantes em Manaus (AM), região que passa por um verdadeiro colapso na rede de saúde e tem a disseminação da Covid-19 descontrolada. “E, para piorar, a vacinação começa a paralisar nas capitais e cidades do país em razão do esgotamento dos estoques de vacinas”.
O dirigente da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes, convoca todas as entidades e movimentos a se engajarem fortemente nas carreatas deste final de semana e demais atividades do calendário de lutas . “É hora de intensificar a mobilização dos de baixo contra este governo de ultradireita”, diz ao afirmar que somente a mobilização poderá derrotar Bolsonaro, Mourão, Pazuello e toda essa “corja” para que o país possa avançar no plano de vacinação contra a Covid-19, além de garantir emprego e renda para toda a classe trabalhadora.
Na avaliação da Central Única dos Trabalhadores, o afastamento de Bolsonaro é urgente para o país, assim como são fundamentais o acesso à vacina contra a Covid-19, uma política de enfretamento à pandemia que não seja negacionista, o pagamento do auxílio emergencial e uma estratégia para que o país retome o crescimento econômico, com geração de emprego e renda. “Com Bolsonaro no poder, isso é impossível e a população já passou do limite da tolerância em relação ao governo”, afirma o vice-presidente da CUT, Vagner Freitas.
Para ele o povo brasileiro não aguenta mais as mortes pela Covid-19, a falta de leitos em UTI, que está levando a saúde à beira do colapso em todo o país. Aponta o aumento do custo de vida. “As pessoas não aguentam mais morrer, ou pela doença ou pela fome, e não suportam mais a incompetência do Bolsonaro para recuperar a economia brasileira e reverter o desemprego que atinge mais de 14 milhões de trabalhadores e trabalhadoras”.
Segundo o representante da CUT reunir trabalhadores e trabalhadoras em carretas foi uma das formas encontradas para também preservar a saúde das pessoas, respeitando os protocolos de segurança. E este tipo de manifestação tem tomado as ruas das cidades onde são realizadas.

Carreatas já confirmadas

CEARÁ
Fortaleza, sábado (20) às 15h, concentração em frente à estátua de Iracema
DISTRITO FEDERAL
Brasília, domingo (21) às 10h30, concentração no Palácio do Buriti e trajeto pela Esplanada dos Ministérios
MATO GROSSO
Cuiabá, sábado (20) às 8h, concentração em frente à Casa da Democracia na avenida do CPA
MATO GROSSO DO SUL
Campo Grande, sábado (20) às 10h, concentração na Avenida Gury Marques, próximo ao terminal rodoviário
MINAS GERAIS
Belo Horizonte, sábado (20) às 10h, concentração na Av. Presidente Juscelino Kubitschek, atrás da UP Acrizio Menezes (Justinópolis)
PARÁ
Belém, sábado (20) às 9h, concentração na Aldeia Cabana
PARAIBA
João Pessoa, domingo (21) às 8h30, concentração em Jaguaribe, na Rua Aderbal Piragibe (Rua do Centro Administrativo Estadual) e término na Praça Manuel Pereira Junior
PARANÁ
Curitiba, sábado (20) às 15h
Cascavel, domingo (21) às 9h, concentração no centro Universitário da FAG
PERNAMBUCO
Recife, sábado (20) às 9h, concentração na antiga fábrica da Macaxeira, na Av. Norte
Garanhuns, sábado (20) às 9h, concentração na Praça Cajueiro, Boa Vista
Petrolina, domingo (21) às 9h, concentração na orla, Porto do Rio
PIAUÍ
Teresina, sábado (20) às 8h, concentração no Terminal de Integração Livramento, Dirceu I.
RIO GRANDE DO NORTE
Natal, domingo (21) às 8h30, concentração no acesso à Mãe Luiza, na Via Costeira
RIO GRANDE DO SUL
Porto Alegre, domingo (21) às 10h, concentração na Rótula das Cuias (Parque Harmonia)
RIO DE JANEIRO
Capital, sábado (20) às 10h30, concentração na Praça Almirante Júlio de Noronha (Leme)
Campos dos Goytacazes, concentração às 9h na Praça São Salvador
Capital, domingo (21) às 10h, concentração no monumento Zumbi
SANTA CATARINA
Florianópolis, domingo (21) às 9h30, dois pontos de concentração: em frente à ALESC e no estacionamento da Beira Mar de São José
Joinville, domingo (21) às 9h30, concentração na Arena Joinville
Blumenau, domingo (21) às 9h30, concentração na Prefeitura
Rio do Sul, domingo (21), às 13h30, concentração no Parque Municipal
Lages, domingo (21) às 15h, concentração na Praça João Costa – Centro
Brusque, domingo (21) às 9h30, concentração no Pavilhão da Fenarreco
Criciúma, domingo (21) às 9h, concentração na Praça da Chaminé (bairro Próspera)
Itajaí, domingo (21) às 14h, concentração na Prefeitura
Mafra, domingo (21) às 9h, concentração na Praça dos Correios
Palhoça, domingo (21) às 8h30, concentração no estacionamento da Prefeitura
Rio do Sul, domingo (21) às 13h30, concentração no Parque Municipal
SÃO PAULO
Capital, sábado (20) às 14h, com destino à Avenida Paulista, saindo de vários locais: Praça Charles Miller (Estacionamento do Pacaembu), Avenida Vitor Manzini (Largo do Socorro), em frente ao Itaquerão (estacionamento), -Estrada do Sabão, 800 (em frente ao Sacolão Municipal) – Brasilândia
Araçatuba, domingo (21), às 9h30, concentração na Avenida Odorindo Perenha (ao lado do supermercado Rondon, loja 4)
Arujá, sábado (20) às 8h, Rua Serra dos Canudos – Mirante (ao lado da Escola Estadual Geraldo Barbosa de Almeida)
Campinas, sábado (20) às 10h, concentração no Largo do Pará,
Ferraz de Vasconcelos, sábado (20) às 9h, Avenida Gov. Jânio Quadros, 2191 (altura do Ethernety Motel)
Itapevi, domingo (21), às 9h, concentração em frente à Apeoesp (Rua Ezequiel Dias Siqueira, 178 – Jardim Rainha)
Itaquaquecetuba, sábado (20) às 8h30, Rodovia Alberto Hinoto (altura da Marfinite)
Jacareí, sábado (20) às 9h30, concentração em frente ao Parque da Cidade
Mogi das Cruzes, sábado (20) às 9h, concentração na Avenida Cívica
Piracicaba, sábado (20) às 9h, concentração no Bolsão do Estacionamento da Estação Paulista
Poá, sábado (20) às 9h30, Avenida Vital Brasil (divisa com Itaquaquecetuba)
Ribeirão Preto, domingo (21) às 9h, concentração em frente à Câmara Municipal
São José dos Campos, sábado (20) às 9h, concentração no estádio Martins Pereira
Santos, domingo (21) às 15h, concentração na Avenida Mário Covas, em frente ao OGMO
Sorocaba, sábado (20) às 10h, concentração em frente à Prefeitura
Suzano, sábado (20) às 10h30, concentração na Avenida Brasil (altura do Parque Max Feffer)
Araçatuba, domingo (21) às 9h30, concentração na Avenida Odorindo Perenha (ao lado do supermercado Rondon, loja 4)
Itapevi, domingo (21) às 9h, concentração em frente à Apeoesp (Rua Ezequiel Dias Siqueira, 178 – Jardim Rainha)
Marília, domingo (21) às 9h, concentração na Av. Durval de Menezes, 1141, em frente à EMEF Prof. Antonio Moral
SERGIPE
Aracaju, domingo  (21) às 8h30, concentração na orla do Bairro Industrial, em frente ao Alma Viva