Ilustração: Rogério Marques

Acabou a propaganda eleitoral gratuita. Não há mais lugar para calúnias nem mentiras. Chega do verbalismo infrutífero que não serve para a cidade. Jogue a lamúria na urna.

Às vésperas de mais uma eleição para prefeito(a) e vereador(a), esqueça tudo que é promessa e jogue as fichas todas nas bandeiras históricas da classe trabalhadora. Aperte o botão verde para a educação, a saúde e a segurança pública, o transporte coletivo, o meio ambiente, a cultura. Lembre-se da população em situação de rua, dos sem-teto, dos sem-terra, da favela, do povo da periferia. Diga não à violência policial, ao machismo, à homofobia, ao racismo, ao fascismo. Faça valer o sonho da cidade com justiça e igualdade social.
Marias
Raimundos
Franciscas
Antônios
Joaquins
joãos
Manés e Zés
Tanta gente humilhada, explorada, oprimida, assassinada. Tanta luta por direito e respeito. Agora, é hora de soltar a sua voz, como no grito de alerta do cantador Gonzaguinha.

“É!
A gente não tem cara de panaca
A gente não tem jeito de babaca
A gente não está
Com a bunda exposta na janela
Pra passar a mão nela”