Fotografia: Samuel Felipe

Neste domingo (13/8) parentes e amigos se reuniram numa manifestação para homenagear Nininho, como era conhecido Starlley Gomes de Oliveira, 33 anos, piloto de Freestyle encontrado morto no último sábado no município de Nova Iguaçu (RJ), onde morava.

Homenagem da galera do esporte ocorrida na antiga quadra do Pajuçara, zona norte de Natal, chamou a atenção para os crescentes índices de violência contra a vida e uniu o grito por justiça. Foi nesta quadra que o piloto potiguar iniciou suas primeiras manobras radicais com a bike pequena que conquistou troféus e muita amizade, antes de encarar o duelo de moto na categoria freestyle.
Nininho presente! – Arquivo pessoal
“Como ele dizia – Tamo junto. É nós!”, desabafou o irmão em meio às manifestações de solidariedade. “Homenagem que a gente faz ao nosso mano Nininho”, reforçou um dos amigos presentes ao ato humano que celebra a vida e reafirma a luta por respeito aos direitos humanos e contra toda forma de violência.
Segundo dados do Monitor da Violência o Brasil teve um crescimento de 6,2% dos crimes contra a vida no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. Isto significa aumento no frio numerário das estatísticas. E muito mais vidas perdidas para o crime. Um cenário que revela o descaso dos governos federal e estaduais com políticas de segurança pública.