A democratização do acesso à cultura no Brasil

416

Por Anna Beatriz Lemos

Democratizar a cultura é popularizar, permitir a acessibilidade à bens culturais a todos de forma igual, para assim construirmos uma consciência crítica do mundo onde vivemos.

No entanto, é notório que essa democratização no Brasil não é de fato executada, em vista que, um dos principais problemas que impossibilita essa ação é a desigualdade social. Tal fator atinge grande parte da população brasileira.

Segundo a pesquisa realizada pelo IBGE de 2007, 10% dos mais ricos do Brasil são responsáveis por cerca de 40% do consumo cultural do país. Isso ocorre porque há uma má distribuição geográfica que impede o acesso à cultura. Pois existem muitas cidades no interior do nordeste que sofrem com a falta dos eventos culturais.

Outro aspecto que interfere nesse acesso é a incompreensão intelectual das manifestações. Sem os investimentos devidos à educação, somado à falta de interesse da população, acaba ocasionando a alienação imposta pela indústria cultural.

O termo “a indústria cultural” está diretamente relacionado à principal característica do capitalismo: lucrar. As diversas propagandas televisivas, sem conteúdo educativo algum, as músicas com letras repetitivas e algumas delas até chegam a fazer apologia à cultura do estupro – objetificação principalmente da mulher – tornam-se principais aspectos dessa indústria. Nesse sentido, a cultura que chega com mais facilidade infelizmente é essa da indústria, pois a mídia como um dos principais meios de comunicação, colabora bastante para essa alienação.

Portanto, é de extrema necessidade a democratização cultural no Brasil, uma vez que o acesso à cultura facilitaria a construção de um pensamento crítico. E para que isso aconteça, o governo deve intervir nessas propagandas sem conteúdos expostas pela mídia. Deve também assegurar projetos ligados à iniciativa privada para possibilitar descontos às classes baixas e criar atividades extracurriculares nas escolas sobre a importância da diversificação cultural para a sociedade como um todo.

Compartilhe