O Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes (Sindsegur) denunciou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) diversas empresas de segurança privada que descumprem a convenção coletiva de trabalho.

Em reunião com a procuradora Ileana Neiva Mousinho o coordenador geral do Sindsegur, Pablo Henrique, entregou documentos que comprovam o desrespeito das empresas com a convenção assinada e homologada em 2018.

De acordo com Pablo, as empresas de segurança se aproveitam das mudanças trazidas pela reforma trabalhista para não cumprir a hora noturna reduzida dos trabalhadores, além de abusar de outros direitos.

Segundo ele o sindicato está encaminhando todas as formas de luta, politica e judicialmente, para combater os abusos praticados pelas empresas de vigilância.