Por Coletivo Foque | Fotografia: Taian Marques

Milhares de mulheres da cidade e do campo ocuparam praças e ruas de Natal neste 8 de março de 2018.

Logo pela manhã, uma tenda no meio da praça André de Albuquerque chamava a atenção pelo movimento de mulheres que recitavam poemas regados a um café da manhã coletivo. Além da poesia ativista outras atividades culturais como o teatro denunciavam as violências praticadas pelo machismo.

34

A tarde o Dia Internacional de Luta das Mulheres foi marcado por muito protesto em frente ao INSS da rua Apodi. Em seguida, o ato transformou-se numa grande passeata que seguiu pelas ruas do centro da cidade. Faixas, cartazes e as bandeiras históricas do movimento se misturavam ao eco do refrão, “Fora, Temer”, sempre acompanhado da batucada.

Uma demonstração de resistência e da luta contra todas as formas de violência. Essa é uma batalha diária da mulher trabalhadora, que enfrenta várias jornadas para poder sobreviver. Ainda mais agora, quando o governo Temer e o Congresso Nacional atacam as trabalhadoras e os trabalhadores com pacotes de reformas que ameaçam direitos trabalhistas e sociais.

A luta contra a opressão e a exploração é a mesma que combate o machismo, o racismo, e todas as violências. Saudações a todas as mulheres que foram às ruas neste 8 de março para gritar bem alto: Nenhuma mulher a menos!