Sem salários nem vale transporte a categoria mantém a greve iniciada no dia 16 de janeiro passado. A paralisação atinge serviços de limpeza, higienização, maqueiros e alimentação nos hospitais estaduais.

Compartilhe