Por Taiana Marques

É todos os dias a nossa caminhada lutando por nossos direitos e contra todos os canalhas

Foto: Taiana Marques

A todo instante é uma piada diferente, não importa aonde a gente esteja, no ônibus, na rua, no trabalho e até mesmo em casa, sempre tem um macho escroto cruzando nosso caminho.

Nunca estamos em paz. Precisamos escolher o melhor caminho para que seja menos assustador, olhar a hora e ver se podemos passar do portão. Fico pensando em que mundo
estamos vivendo. A gente evoluiu ou não?

Não conseguimos viver em paz, é uma perturbação.

Deixando aqui um desabafo de uma pequena parte da luta do nosso dia-a-dia, pois as lutas são várias, de mulheres-mães, trabalhadoras, estudantes, que se esforçam de forma dobrada/triplicada para sobreviver todos os dias.

Todas precisamos saber que isso não é normal, nada está normal, só nós temos o direito sobre nosso corpo, nossas escolhas, nossas ideias. Somos livres, donas de nós e ninguém  poderá roubar nossa liberdade.

A nossa luta não acaba nunca, até que todas sejamos livres