Fotografia: Rita de Cássia

Representantes do movimento sindical, a exemplo do Sindesind/RN e Sinasefe Natal, participaram nesta quarta-feira (12/12) de uma plenária em defesa da Previdência.

O evento ocorrido no Sindicato dos Bancários foi organizado pela Frente Potiguar em Defesa da Previdência, Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, além das Centrais Sindicais CUT, CTB, Intersindical e CSP Conlutas.

Na ocasião, o advogado especialista em direito previdenciário, Nereu Linhares, afirmou que o déficit na previdência é um dos maiores problemas do Estado do Rio Grande do Norte, sendo necessárias mudanças no regime.

Ele detalhou, separadamente, o funcionamento dos regimes previdenciários gerais e únicos, destacando a importância do movimento sindical se preparar com os devidos argumentos e informações técnicas necessárias para enfrentar a reforma proposta pelo governo federal.

A professora da UFRN, Luana Myrrha, desmascarou o argumento usado pelo governo para justificar a reforma da Previdência. Ela também destacou que a equiparação de idade ao se aposentar é prejudicial devido as desigualdades entre homens e mulheres que exercem as mesmas funções.

A palavra de ordem da classe trabalhadora nesse momento é resistência, tanto para combater a reforma da Previdência em andamento como para enfrentar toda forma de opressão e exploração praticada pelos governos e os patrões.