#Fotografia: Taian Marques

 

O Dia do Basta em Natal iniciou com a paralisação dos trabalhadores rodoviários, que só colocou o transporte coletivo na rua a partir das 9 horas. Entre outros setores que atrasou suas atividades, o expediente bancário nas agências do centro só iniciou às 11 horas.

 

Logo cedo, a partir das 8 horas, o Sindicato dos Bancários anunciou o lançamento da campanha salarial da categoria, que aconteceu também em todo o país.

O ato em frente ao Banco do Brasil da avenida Rio Branco reuniu trabalhadores do serviço público e privado para dizer basta ao desemprego que já atinge 28 milhões de brasileiros,
à reforma da previdência que ameaça a aposentadoria, e à retirada dos direitos trabalhistas pelos governos e patrões. Durante toda a manhã representantes de várias categorias denunciaram ainda o congelamento de gastos públicos por 20 anos e os aumentos abusivos dos combustíveis, do gás de cozinha e da luz, deixando a vida da classe trabalhadora cada dia mais difícil.

O Dia do Basta com paralisações e manifestações em todas as regiões do país foi organizado pelas centrais sindicais e movimentos sociais que voltaram às ruas com suas bandeiras históricas, que inclui o combate à terceirização, à falta de moradia, o machismo e toda forma de opressão e exploração.

→Confira entrevista com Eduardo Xavier, representante da CSP-Conlutas: